Islas Ballestas – Paracas -Perú

Como diria Fernando Pessoa, “Para viajar basta existir”.

Com total existência começo esse post relatando nossa viagem a Paracas, uma  península que possui uma das maiores reservas marinhas, abrigando mais de 200 tipos de aves e uma grande variedade de espécies aquáticas, uma viagem que realmente faz valer a frase, a experiencia é única e possibilita ver, sentir, ouvir, se encantar!

Porto turístico
Porto turístico

Tudo começa no porto turístico de Paracas, nossa intenção era visitar o arquipélago das “Ilhas Ballestas” (Islas Ballestas),  um santuário ecológico que habitam muitas espécies de animais como, pelicanos, gaviões do mar, lobos Marinhos, golfinhos e o curioso pingüin de Humboldt, aqueles de penas brancas na barriga, com uma banda preta no peito, do filme “Happy Feet,  lindos !

O passeio dura aproximadamente 40 minutos, tempo suficiente para se deslumbrar, chegando no porto já se nota a movimentação dos passeios, as filas, os barcos, o preço é dado ali mesmo, em torno de   US$ 10,00 por pessoa , com direito a  Ilhas Ballestas e  o Candelabro, há outras opções, essa foi a nossa. Se puder escolha os barcos pequenos com um menor numero de pessoas, eles chegam mais perto de tudo no seu trajeto.  Tem a opção de negociar no próprio hostel , uma das vantagens seria  a comodidade deles buscarem  e levarem de van, não saberia dizer valores porque esta não foi nossa opção.

Importante tomar alguns cuidados como:  protetor solar, óculos escuro, boné ou chapéu,  cabelos amarrados se forem compridos  ( o vento é irritante) , capa de chuva ou quebra vento, para o respingo do mar  e uma boa câmera. Dê preferencia aos primeiros lugares no barco, sentar atras perto do motor fará você sentir o cheiro forte do diesel, causando enjoo, mal estar, fuja desta situação.

A primeira parada “Candelabro”, figura misteriosa, feita nas areias do arquipélago, muitas histórias giram em torno dela; dizem que é uma das linhas de Nazca, sendo assim sua existência dataria de 2.300 anos segundo historiadores; dizem também que piratas usavam a linha para se guiar pois no lugar havia muito neblina; outros dizem que era sinal de pouso para extraterrestres, ou representação de um cacto alucinógeno sagrado,  muitas e muitas histórias. Mas chegar perto da linha é incrível, você se pergunta como pode uma linha desenhada na areia durar tantos e tantos anos ?!! Mistérios….

 Não se apavore, o barco diminui a velocidade para que todos possam tirar fotos e mais fotos.

Mais de 200 tipos de aves incluindo o famoso pelicano peruano que chega a medir 1.10 m de altura e convive bem com as gaivotas. Observem como estamos perto do barco, todas as fotos deste  post foram tiradas por nós.

Pelicanos peruanos
Pelicanos peruanos

O lugar é incrível, as cavernas…..

“Lobos marinhos” tomando sol , o som é incrivelmente belo, uma verdadeira cantoria.

Parece que eles posam para você tirar uma foto.

Curiosidade:

O excremento das aves são retirados a cada sete anos , sai em torno de 3.500 a 4 mil toneladas de excrementos (por esse motivo o cheiro é bem forte), vendidos para o exterior. Uma empresa italiana explora 23 pontos de recolhimento. Tudo é feito com o maior cuidado para não prejudicarem os animais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s